Notícias sobre odontologia

10 cuidados com clareamento dental que você deve ter

Um dos tratamentos odontológicos mais procurados atualmente é o clareamento dental, afinal, não podemos negar que um sorriso branco faz toda a diferença na aparência de uma pessoa.

Mas para evitar o amarelamento e novas manchas é preciso tomar alguns cuidados.

A fim de prolongar o efeito alcançado, é necessário realizar a manutenção. Para isso, o ideal é evitar alguns fatores e adotar certas medidas, porque nossos hábitos rotineiros podem ajudar a manter ou interferir negativamente no clareamento.

E para que você saiba o que é ou não recomendado após clarear os dentes, nós preparamos esta lista. Continue lendo e veja quais são os cuidados com clareamento dental essenciais para que seu sorriso se mantenha branco.

1. Evite alimentos com corantes

Essa é a recomendação principal para quem fez clareamento — e até mesmo para quem não fez. Isso porque o esmalte dos dentes é poroso, e os pigmentos contidos nos alimentos podem penetrá-lo, causando manchas ou escurecimento.

Quando o clareamento é realizado, essa característica fica ainda mais expressiva, pois o procedimento pode abrir os poros do esmalte. Então, as chances de as manchas se formarem em função dos corantes naturais ou artificias são maiores.

É importante evitar, por exemplo, vinho e suco de uva, sucos artificiais muito coloridos, refrigerante, café, açaí e alimentos com betacaroteno, como o tomate, a cenoura, a abóbora e a beterraba.

Como os alimentos naturais são essenciais para o organismo, a ingestão deve ser feita com moderação e a higienização realizada adequadamente após o consumo. Assim, você tem acesso aos nutrientes necessários, mas sem prejudicar o sorriso. Também é possível buscar alternativas que possam substitui-los, para não expor os dentes aos corantes.

2. Evite alimentos ácidos

Como dito no tópico anterior, os dentes ficam mais porosos após a realização do clareamento dental e, com isso, também podem sofrer mais com a acidez presente em certos alimentos. Frutas como o abacaxi, a laranja, a acerola e o limão são exemplos de itens que devem ser evitados.

Quando o ácido presente nesses alimentos entra em contato (de forma excessiva) com os dentes causa a corrosão do esmalte, formando buracos em sua superfície, junto à raiz ou ainda na coroa. Porém, a correta higienização ajuda a evitar o problema da erosão dentária quando o consumo de tais alimentos é moderado.

3. Evite antissépticos bucais coloridos

Os antissépticos bucais (ou enxaguantes) são uma boa alternativa para ajudar a manter o hálito fresco e combater os germes e as bactérias. No entanto, após clarear os dentes, o ideal é pedir ao dentista a recomendação de um produto adequado.

Isso porque os que são coloridos contêm corantes, que podem penetrar no esmalte e prejudicar o clareamento. Também é importante estar atento à fórmula do produto — os que contém álcool causam agressões à saúde bucal.

4. Não realize a escovação imediatamente após a refeição

Embora seja importante escovar os dentes após cada refeição, fazer a higienização imediatamente não é recomendado, porque a saliva não terá tempo de agir para neutralizar os ácidos que se formam na boca.

O ideal é aguardar um tempo curto e realizar a escovação cerca de 20 minutos após se alimentar. Assim, a placa será neutralizada e você não espalhará os ácidos pela boca. Mas nunca deixe passar mais de 30 minutos, porque a placa já estará formada.

Se o gosto do alimento incomodar, você pode fazer bochechos com água para retirar o excesso de resíduos da boca até esperar o tempo ideal para a escovação. Inclusive, isso vai ajudar a reduzir os pigmentos em contato com os dentes.

5. Evite o uso do tabaco

Um dos grandes vilões para os dentes é o tabaco. Suas toxinas se fixam no esmalte e causam o seu amarelamento, além de interferirem em toda a saúde bucal provocando problemas sérios, como a gengivite e até o câncer de boca.

Por isso, uma das recomendações mais reiteradas pelos dentistas, seja para os cuidados após o clareamento dental ou para a boca de um modo geral, é evitar fumar. Esse hábito apenas traz prejuízos para os dentes e o organismo.

6. Realize a higienização diária dos dentes

A escovação, o uso do fio dental e, se desejado, a finalização com um enxaguante bucal, são cuidados que devem ser realizados diariamente por todas as pessoas, inclusive por quem clareou os dentes. A higienização é o que elimina os resíduos, evita a cárie, reduz as manchas e previne o surgimento de doenças bucais.

Para manter os dentes brancos é fundamental escová-los no mínimo 2 vezes por dia. Mas lembre-se de que após as refeições sua boca acumula resíduos, pode haver pigmentos e ainda acidez. Então, o ideal é manter a frequência de escovação sempre depois de cada refeição.

7. Use um canudo para ingerir bebidas ácidas ou com corantes

Uma forma de evitar o encontro do corante de bebidas com os dentes clareados é usando canudo. Com esse acessório os líquidos têm menor contato com o esmalte dos dentes e os pigmentos não o atingem.

Portanto, sempre que for possível prefira ingerir suas bebidas assim, lembrando-se de que isso vale tanto para aquelas com corantes quanto para as ácidas. E os sucos naturais também se incluem aqui, por isso, esteja atento.

8. Use um creme dental adequado

Assim como o enxaguante bucal, há certos cremes dentais que contêm corantes, e o ideal é evitá-los para manter os cuidados com clareamento dental. Para acertar na escolha, peça a recomendação do seu dentista.

Ele poderá sugerir um creme clareador a fim de prolongar o efeito, talvez um para dentes sensíveis, caso seja preciso, ou ainda outros para limpar e proteger a sua boca. Mas evite escolher sozinho para não errar e obter efeitos indesejados.

9. Escolha uma boa escova de dentes

A escova de dentes é mais um produto que deve ser escolhido com cuidado para não causar danos à sua saúde bucal. Aquelas com cerdas macias e extramacias são as mais recomendadas pelos profissionais, porque não agridem o esmalte, nem as gengivas.

Além disso, as cerdas extramacias conseguem penetrar em lugares difíceis de alcançar e, por isso, realizam uma limpeza mais eficaz. Para quem fez o clareamento essas são as ideais, porque não produzem atrito excessivo.

10. Faça a manutenção periódica

E, por fim, entre os cuidados com clareamento dental também deve estar em sua lista a manutenção do branco, porque o resultado do procedimento não dura para sempre — com o tempo, a tendência natural é de que os dentes fiquem amarelados.

Quando isso acontecerá depende de cada pessoa, bem como seus hábitos e os cuidados na manutenção caseira. Mas fazendo as visitas regulares ao dentista ele poderá indicar o tempo exato de fazer um novo clareamento, o que pode levar até 2 anos.

Mantendo os cuidados com clareamento dental em casa e fazendo a limpeza profissional no consultório, seus dentes se manterão brancos por muito tempo e protegidos contra qualquer problema ou desconforto. Então, fique de olho nessas dicas, mas nunca ignore as recomendações do seu dentista, porque os cuidados podem variar para cada pessoa.

 

 

Fonte: Vital Implantes

Design e Web: Web Produtora